Pé Na Escola | Educação Política Criativa | Pé na Escola: Educação Política Criativa
Atividades de educação política criativa na sua escola. O Pé na escola existe para contribuir com uma cultura política democrática no Brasil através da educação.
pé na escola, educação, educação política, educação política criativa, direitos humanos, educação em direitos humanos, metodologias de ensino, ferramentas para professores, professor, jogos escolares, jogos pedagógicos, atividades para ensino fundamental, atividades para ensino médio, jogos educativos, jogos de educação política, jogos pedagógicos, educação política criativa, jogo do parlamento, jogo criando um país, educação inovadora, educação transformadora, diversidade, diversidade na escola, convivência, educação inclusiva, habilidades sócio-emocionais, formação de professores, consultoria educacional, cultura política, cultura de paz, mediação de conflitos, conflitos na escola, diversidade, multiculturalismo na escola, Renata Ferraz, Bruno Bissoli, Mariana Vilella
19843
home,paged,page-template,page-template-full_width,page-template-full_width-php,page,page-id-19843,paged-3,page-paged-3,ajax_fade,page_not_loaded,,select-theme-ver-2.6,wpb-js-composer js-comp-ver-4.9.2,vc_responsive

Uma educação para o século XXI

O PÉ NA ESCOLA existe para contribuir com o desenvolvimento de uma cultura política democrática no Brasil através da educação. Desenvolvemos conhecimento, conteúdos e experiências para uma EDUCAÇÃO POLÍTICA CRIATIVA.

Educação Política Criativa é aquela que estimula a convivência na diversidade, a solução de conflitos por meio do diálogo, a criatividade, a colaboração e o respeito às singularidades dos estudantes. O Pé na Escola é apartidário e acredita na liberdade de pensamento, no diálogo e na diversidade de opiniões, crenças e posições políticas.

Nossa atuação

Desenvolvemos conteúdos e experiências de educação política criativa para diferentes públicos, de acordo com suas necessidades especificas.

ESCOLAS

Questões relacionadas aos Direitos Humanos e à Política estão cada vez mais presentes na escola, na convivência diária e no currículo. Desenvolvemos o potencial educativo dessas questões, através de atividades e materiais personalizados.

PRÉ-VESTIBULAR

Os vestibulares e avaliações em geral têm apontado para a importância de uma compreensão ampla de temas de relevância social como racismo, homofobia, meio ambiente e gênero, exigindo argumentação crítica e fundamentada. Desenvolvemos atividades e conteúdos que facilitam essa apreensão.

FORMAÇÃO DE PROFESSORES

Contribuímos para uma formação acadêmica e profissional de professores atualizada com a realidade política e as questões de Direitos Humanos por meio de atividades inovadoras e práticas.

E se crianças e adolescentes brincassem de inventar países e suas constituições?

Crianças e adolescentes, entre 11 e 15 anos, foram convidados a inventar países, com ampla liberdade, e a partir disso pensar sobre a Constituição Federal do Brasil. Para isso, o Pé na Escola preparou um jogo com perguntas orientadoras e materiais onde os estudantes, divididos em grupos, escreviam as regras de seus países inventados…

Para Escolas

ROLE PLAY STF: COTAS NAS UNIVERSIDADES

Nesta experiência, acontece uma simulação de um julgamento do Supremo Tribunal Federal na qual os estudantes debatem sobre a ADPF 186, julgada em 2012 pelo STF, que decidiu sobre a constitucionalidade da política de cotas étnico-raciais para a seleção de estudantes na Universidade de Brasília.
Para realizar esse debate, os alunos se dividem em quatro grupos: o “Partido Democratas”, que ajuíza a ação e se posiciona contra as cotas; a “Advocacia Geral da União”, que se posiciona a favor da política; a “Procuradoria Geral da República”, que deve escolher seu posicionamento e emitir um parecer; e os “Ministros do STF”, que devem votar ao final dos debates de acordo com seus estudos e convicções pessoais. A simulação inspira-se no julgamento real, mas os alunos são livres para selecionarem e defenderem os argumentos, de acordo com o grupo que representam na atividade. 

JOGO DO PARLAMENTO

O Jogo do Parlamento é uma das experiências de educação política criativa do Pé na Escola. Através dele, participantes representam parlamentares discutindo temas da Reforma Política no Congresso Nacional. Na primeira fase do jogo, os jogadores se dividem em grupos, formando Comissões Especiais para discussão e aprofundamento em temas específicos da reforma política, como “financiamento de campanha”, “mandato”, “partidos políticos”, “sistema eleitoral”, com materiais produzidos ou selecionados pelo Pé na Escola. Já na segunda fase, todos se reúnem como no Plenário da Câmara dos Deputados, para que cada Comissão Especial apresente seu parecer final, submetendo a proposta para a votação de toda a turma.

Mais para escolas
Baixe nosso Portfolio
Quero na minha escola
Quero customizado

Blog!

  • Do cursinho popular da FGV para a lista de aprovados

    Conheça as histórias de Arthur e Gisele, dois alunos do cursinho popular da Fundação Getúlio Vargas aprovados no vestibular da instituição No dia 31 de outubro de 2016, às vésperas do ENEM, o Pé na Escola realizou no cursinho popular da FGV uma simulação do......

  • Redação do vestibular da UNESP e a complexidade do pensar em nosso tempo

    Em 19 de janeiro, aconteceu o segundo dia de provas de segunda fase do vestibular da UNESP de 2017, em que os candidatos responderam a questões discursivas de “linguagens” e fizeram uma redação. O tema da redação foi “A riqueza de poucos beneficia a sociedade......

  • Imersões do Pé na Escola chegam ao fim após 3 anos

    Em 2017 o Pé na Escola está de cara e projetos novos. Dentre as novidades está a reformulação da forma como produzimos e disseminamos conhecimento sobre Educação Política. Em 2013, quando começamos a gestar a ideia do que seria o Pé, logo surgiu a necessidade......

  • Como o Conselho Escolar pode contribuir para solucionar os conflitos na escola?

    A escola é um ambiente plural por definição. O fato de ser um ambiente plural, no entanto, não significa afirmar que a escola é imune a conflitos. Assim como eles existem em nossa sociedade, eles também podem ocorrer na escola. A maneira como lidamos com......

Entre no Blog

FIQUE CONECTADO