Pé Na Escola | Educação Política Criativa | 12 filmes e livros de política e direitos humanos
Veja 12 filmes e livros sobre política e direitos humanos! Dica especial para professores. Malala, Persépolis, Carandiru, Política para não ser idiota e outros.
malala, persépolis, dicas para professores, política para não ser idiota, filmes aula de história, filmes aula de filosofia, filmes para ensino médio, filmes para falar de política, ferramentas para professores, educação em direitos humanos, educação política, filmes educativos, filmes sobre história, livros para professores, filmes para professores, educação política
21716
post-template-default,single,single-post,postid-21716,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,select-theme-ver-2.6,wpb-js-composer js-comp-ver-4.9.2,vc_responsive
 

12 filmes e livros sobre política e direitos humanos para as férias

12 filmes e livros sobre política e direitos humanos para as férias

Tem coisa melhor do que ter tempo nessa vida?

Viradas de ano são épocas de comemoração e, pra muita gente, também de descanso!

Se você está atrás de ajuda para ocupar esses dias preciosos, estamos aqui pra isso! Se você for professor, melhor ainda!

Listamos 12 livros e filmes sobre política e direitos humanos para as férias – e para a vida!

 

1. Eu sou Malala: a história da garota que defendeu o direito à educação e foi baleada pelo Talibã [livro]

eu-sou-malala-pe-na-escolaAutoras: Malala Yousafzai e Cristina Lamb

Quando o Talibã tomou controle do vale do Swat, uma menina levantou a voz. Malala Yousafzai recusou-se a permanecer em silêncio e lutou pelo seu direito à educação. Mas em 9 de outubro de 2012, uma terça-feira, ela quase pagou o preço com a vida.

Malala foi atingida na cabeça por um tiro à queima-roupa dentro do ônibus no qual voltava da escola. Poucos acreditaram que ela sobreviveria.

Mas a recuperação milagrosa de Malala a levou em uma viagem extraordinária de um vale remoto no norte do Paquistão para as salas das Nações Unidas em Nova York. Aos dezesseis anos, ela se tornou um símbolo global de protesto pacífico e a candidata mais jovem da história a receber o Prêmio Nobel da Paz.

Eu sou Malala é a história de uma família exilada pelo terrorismo global, da luta pelo direito à educação feminina e dos obstáculos à valorização da mulher em uma sociedade que valoriza filhos homens.

2. A Onda: a contaminação fascista [filme]

a-onda

Direção: Dennis Gansel

Um professor propõe um experimento que explique na prática os mecanismos do fascismo. Em pouco tempo, seus alunos começam a propagar o poder da unidade e ameaçar uns aos outros.

 

 

3. Ele está de volta [filme]

ele-esta-de-volta

Direção: David Wnendt

O filme, baseado no livro de mesmo nome, satiriza a volta de Adolf Hitler à Berlim contemporânea. Nele, Hitler é colocado como um personagem cômico desmemoriado, que dorme na Alemanha Nazista e acorda em 2011 numa Berlim totalmente nova, democrática e governada por uma mulher.

 

4. As sufragistas [filme]

as-sufragistas

Direção: Sarah Gavron

No início do século XX, após décadas de manifestações pacíficas, as mulheres ainda não possuem o direito de voto no Reino Unido. Um grupo militante decide coordenar atos de insubordinação, quebrando vidraças e explodindo caixas de correio, para chamar a atenção dos políticos locais à causa.

 

5. Persépolis [livro]

Persepolis_28nov2007

Autora: Marjane Satrapi

Marjane Satrapi era apenas uma criança quando a revolução islâmica derrubou o xá do Irã, em 1979. Bisneta do antigo rei da Pérsia, ela cresceu em uma família de esquerda, moderna e ocidentalizada, e estudou numa escola francesa e laica. Com a chegada dos extremistas ao poder, as meninas foram obrigadas a usar o véu na escola e a estudar em classes separadas dos meninos. Era só o início de uma série de mudanças profundas em sua vida – assim como na de todos em seu país.

 

6. Hannah Arendt [filme]

hannah-arendt

Direção: Margarethe Trotta

Nos anos 60, Hannah Arendt assiste ao julgamento do nazista Adolf Eichmann em Jerusalém e escreve sobre o caso para a revista The New Yorker. No entanto, a interpretação da filósofa surpreende a todos e se torna um escândalo.

 

 

7. Girls Rising [filme]

girls-rising

Direção: Richard E. Robbins

Este documentário mostra a história de nove meninas de países pobres que começam a ir à escola. Por que a educação das meninas pode mudar o mundo?

 

 

8. 13ª emenda [filme]

13-emenda

Direção: Ava DuVernay

O documentário, produzido pela Netflix, mostra as consequências de séculos de escravidão nos Estados Unidos e suas relações com a questão prisional no país.

 

 

9. Pro dia nascer feliz [filme]

pro-dia-nascer-feliz

Direção: João Jardim

Através de uma investigação do relacionamento do adolescente com a escola – ambiente fundamental em sua formação – o documentário traz à tona, além de questões comuns a qualquer adolescente dentro do ambiente escolar, questões como a desigualdade social e o impacto da banalização da violência no desenvolvimento de muitos desses jovens.

 

10. Carandiru [filme]

carandiru

Direção: Hector Babenco

Baseado no livro do médico Dráuzio Varella, Estação Carandiru, nesse filme um médico se oferece para realizar um trabalho de prevenção a AIDS no maior presídio da América Latina, o Carandiru. Lá ele convive com a realidade atrás das grades, que inclui violência, superlotação das celas e instalações precárias. Porém, apesar de todos os problemas, o médico logo percebe que os prisioneiros não são figuras demoníacas, existindo dentro da prisão solidariedade, organização e uma grande vontade de viver.

11. Imobilismo em movimento: da abertura democrática ao governo Dilma [livro]

imobilismo-em-movimento

Autor: Marcos Nobre

Fruto de mais de vinte anos de acompanhamento da conjuntura política, este livro é uma síntese da política no Brasil nos últimos 30 anos a partir de uma ideia-chave: a cultura do “pemedebismo”.

 

 

12. Política para não ser idiota [livro]

politica-para-nao-ser-idiota

Autores: Mario Sergio Cortella e Renato Janine Ribeiro

Devemos conclamar as pessoas a se interessarem pela política do cotidiano ou estaríamos diante de algo novo, um momento de saturação do que já conhecemos e maturação de novas formas de organização social e política? Este livro apresenta um debate sobre os rumos da política na sociedade contemporânea. São abordados temas como a participação na vida pública, o embate entre liberdade pessoal e bem comum, os vieses de escolhas e constrangimentos, o descaso dos mais jovens em relação à democracia, a importância da ecocidadania, entre tantos outros pontos que dizem respeito a todos nós. Além dessas questões, claro, esses pensadores de nossa realidade apontam também algumas ações indispensáveis, como o trabalho com política na escola, o papel da educação nesse campo, como desenvolver habilidades de solução de conflitos e de construção de consensos.

Sem comentários

Deixe um comentário